Atendimento (11) 2367-0004 (11) 98200-1052 (Whatsapp) 08:00 as 18:00
Oleo de Coco 1000mg 60 capsulas - Mais Nutrition
  • Oleo de Coco 1000mg 60 capsulas - Mais Nutrition
  • Oleo de Coco 1000mg 60 capsulas - Mais Nutrition

Oleo de Coco 1000mg 60 capsulas - Mais Nutrition

Sku: 5A01EFA5E7173

Categoria: ENCAPSULADOS

Marca: MAIS NUTRITION

Quantidade Mínima para Compra: 1 un

Por R$ 9,90

Frete e Prazo

Simule o frete e o prazo de entrega estimados para sua região:

Informações do Produto

Oleo de Coco 1000mg 60 capsulas

 

O que é?

O óleo de coco é um óleo extraído da fruta coco e existem dois tipos desse alimento funcional, o refinado e o extravirgem. O primeiro é feito a partir do coco seco, enquanto o segundo é feito com o coco fresco. No último caso, ele deve ser extraído até 48 horas após a colheita, preferencialmente de um fruto que tenha vindo de uma plantação certificada e orgânica.

 

Para que serve?

O óleo de coco é composto majoritariamente por ácidos graxos saturados, a maioria de cadeia média: ácido láurico (cerca de 40%), ácido cáprico, ácido caprílico, ácido mirístico e ácido palmítico. No nosso organismo, o ácido láurico é convertido em monolaurina, e ambos têm como exemplo uma ação antimicrobiana, assim como os demais ácidos graxos saturados. Possui também os ácidos graxos insaturados: o ácido linoleico (ou ainda ômega 6, que reduz os níveis de LDL e aumenta os de HDL) e o ácido oleico (ou ainda ômega 9, que reduz os níveis de LDL). Os polifenóis, como o ácido gálico, são responsáveis pelo sabor e aroma do óleo de coco. O óleo de coco virgem, por exemplo, é rico em polifenóis.

 

Benefícios do óleo de coco

A seguir explicaremos um pouco mais sobre os diversos benefícios do óleo de coco para a saúde.

O óleo de coco ajuda a emagrecer?

O óleo de coco auxilia diretamente na queima de gorduras e na diminuição do apetite.

Uma pesquisa feita pela Boston University Medical School usou ratos tratados com o ácido caprílico para avaliar seus efeitos, bem como dois ácidos graxos de cadeia media como um todo, sobre o tecido adiposo das cobaias. Resultado: a lipólise foi tão evidente como quando se está em jejum: a primeira reserva corporal a ser rapidamente requisitada para produzir energia é a de gorduras. Os ácidos graxos de cadeia média quando ingeridos, vão diretamente para o fígado, onde são utilizados em uma via metabólica (beta oxidação) para produzirem energia (ATP).

 

Além disso, a pesquisa publicada no Journal of Toxicology and Environmental Health mostrou que a injeção do mesmo ácido graxo em ratos do sexo masculino teve como resultado uma diminuição do consumo de alimentos, e, consequentemente, a perda de peso nesses animais.

O óleo de coco também é muito eficaz na redução das gorduras abdominais. Um estudo realizado com 40 mulheres, todas com a famosa ‘’barriguinha’’, que ingeriram 30 mL do óleo ao longo de 12 semanas, mostrou que elas reduziram suas medidas de circunferência abdominal e também o Índice de Massa Corporal (IMC). Um experimento parecido com os homens obesos, 20 no total, que também ingeriram os 30 mL do óleo mas só durante 4 semanas, fez eles perderem 2,86 cm de cintura.

E por último, o óleo de coco é um alimento termogênico: eleva a temperatura corporal e acelera o metabolismo como um todo. Seu consumo pode trazer muitos benefícios para as pessoas que possuem hipotireoidismo, pois a escassez do hormônio tiroxina deixa o metabolismo demasiadamente lento e leva ao ganho de peso.

O óleo de coco é benéfico para o coração?

As gorduras presentes no óleo diminuem o nível de colesterol ruim (LDL), que é um fator de risco para as doenças cardíacas, e elevam o de colesterol bom (HDL).

Pesquisadores brasileiros investigaram o efeito do óleo de coco no perfil lipídico de indivíduos com dislipidemia (excesso de lipídeos ou lipoproteínas no sangue). 16 homens e 16 mulheres, com idade média de 48 anos, receberam uma suplementação de 30 mL de óleo de coco na dieta, todos os dias, por um período de 3 meses. Os resultados revelaram que o óleo de coco promoveu reduções de peso (consequentemente também do IMC), da relação abdômen-quadril, da medida da circunferência abdominal, dos níveis de triglicérides, VLDL (lipoproteína de muito baixa densidade) e LDL além de aumentar, de forma mais sutil, os níveis de HDL.

O óleo de coco é excelente para o diabetes do tipo 2?

O óleo de coco é por natureza um alimento de baixo índice glicêmico (sua digestão libera menos açúcar na corrente sanguínea).

No processo de digestão, todo alimento sofre diversas reações químicas para ser convertido em glicose. A glicose vai para o sangue, estimulando o pâncreas a liberar insulina. A insulina se liga então a um receptor celular de modo a sinalizar que a célula capte a glicose para o seu interior, a fim de metabolizá-la para gerar moléculas de ATP.

O diabetes do tipo 2 acontece devido a um quadro de resistência à insulina, isto é, as células do organismo não ‘’reconhecem’’ mais essa sinalização hormonal para se captar glicose, que fica em excesso e sem ser aproveitada na corrente sanguínea. Nosso corpo, como efeito rebote a essa grande quantidade de açúcar no sangue, produz ainda mais insulina, forçando ao máximo o pâncreas, que pode até entrar em colapso e deixar de produzir o hormônio, definitivamente.

Ao ingerimos o óleo de coco, nosso corpo se vale da degradação dos seus ácidos graxos saturados para produzir energia e para isto não é necessário a presença da insulina. Dessa maneira, o pâncreas não se sobrecarrega para produzir o hormônio, o que é um efeito muito benéfico para os portadores desse tipo de diabetes.

Um outro ponto interessante é que esse tipo de diabetes está fortemente associado a obesidade, e, como já vimos, o óleo de coco é benéfico também para a perda de peso.

O óleo de coco é uma boa fonte de energia para o seu treino?

Conforme dito anteriormente, após ser ingerido, o óleo de coco é rapidamente digerido e convertido em energia. Muitos triatletas o utilizam durante seus treinamentos. Dica: misture o óleo de coco com semente de chia e mel, uma colher de sopa de cada, e consuma 30 minutos antes de realizar a sua atividade física.


 

Ingredientes:

Óleo de Coco extra virgem (Coco nucifera L.), Composição da Cápsula: Gelatina, água purificada e umectante glicerina.

NÃO CONTÉM GLÚTEN. NÃO CONTÉM LACTOSE.

“ALÉRGICOS: PODE CONTER DERIVADOS DE SOJA.”

 

Apresentação

Embalagem plástica com 60 cápsulas softgel.

 

Como tomar?

Ingerir 2 (duas) cápsulas, 2 (duas) vezes ao dia preferencialmente antes das principais refeições ou conforme orientação de nutricionista e/ou médico.

 

Cuidados de conservação:

Manter a embalagem sempre fechada, conservar este produto ao abrigo da luz, umidade e calor excessivo, longe do alcance de crianças. Depois de aberto, consumir preferencialmente em até 60 dias. Não consumir este produto, caso o lacre de segurança esteja rompido.

 

 

INFORMAÇÃO NUTRICIONAL

 

Porção de 6g (4 cápsulas)

Quantidade por porção (*)%VD

Valor Energético 36 Kcal / 151Kj 2%

Gorduras Totais, das quais: 4,0g 7%

Gorduras Saturadas das quais: 3g 14%

Ácido Láurico 2g **

Ácido Miristico 1g **

Gorduras Trans 0,0g **

Gorduras Monoinsaturadas da qual: 1g **

Ácido Oleico 1g **

 

Não contém quantidades significativas de carboidratos, proteínas, fibra alimentar e

sódio.

(*) %Valores diários de referência com base em uma dieta de 2000kcal ou 8400kJ. Seus valores

diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas.

(**) Valores diários não estabelecidos.

 

“O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE: NÃO EXISTEM EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS

COMPROVADAS QUE ESTE ALIMENTO PREVINA, TRATE OU CURE DOENÇAS.”

 

REGISTRO NO M.S.: 5.6372.0016.001-4

 

Crianças, gestantes, nutrizes, idosos e portadores de qualquer enfermidade devem consultar o médico e / ou nutricionista.

 

Avaliação dos Clientes
  • Nenhum comentário foi postado para esse produto, seja o primeiro!